Mais de 20 mil

A Maquintec superou a expectativa é passou dos 20 mil visitantes na edição que está terminando na noite desta sexta-feira, no Centro de Eventos do Ceará.
Na noite de ontem, 22 de agosto, durante “Maquintex 2013 – Feira de Máquinas, Equipamentos, Serviços e Química para a Indústria Têxtil”, o presidente da FCEM – Feiras Congressos e Empreendimentos, Hélvio Roberto Pompeo Madeira, divulgou a data de realização da segunda edição da “Agreste Tex – Feira de Máquinas Serviços e Tecnologia para a Indústria Têxtil”: o evento será realizado de 18 a 21 de março de 2014, em Caruaru, PE.
Promovida e organizada e pela FCEM em parceria com a ACIC – Associação Comercial e Empresarial de Caruaru, a Agreste Texfoi concebida com o objetivo de levar o que há de mais moderno no segmento têxtil em tecnologia, serviços e informação ao importante polo de confecção do Agreste de Pernambuco, que reúne hoje 13 cidades que produzem mais de 800 milhões de peças por ano, gerando negócios que movimentam mais de R$ 3,5 bilhões. O evento promove o aprimoramento dos profissionais, reunindo em um só lugar informação e tecnologia para atender às necessidades e expectativas do seu público-alvo: empresários, profissionais, técnicos, representantes e estudantes do segmento têxtil.
Consolidando a representatividade do evento, a Agreste Tex 2014” contará também com o apoio da Abramaco - Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos para Confecção, entidade que atualmente representa as principais empresas entre fabricantes, distribuidores e revendedores dos diferentes segmentos de confecção no Brasil.
A parceria da Abramaco com a Agreste Tex” vem somar ao apoio da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, ABTT – Associação Brasileira de Técnicos Têxteis, Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção e Sinditêxtil – CE.
Estavam também presentes ao lançamento da Agreste Tex 2014” o presidente da ACIC, Osíris Lins, o presidente da Abramaco, Mauro Andrada, e o presidente da ABTT, Cesar Conradi e empresários.
 

Comentários