48 internações

(Assessoria de Imprensa) - Um balanço do primeiro dia de internações para atendimento a usuários de álcool, crack e outras drogas revela o acerto da política adotada pela Prefeitura de Fortaleza: 48 internações.
O convênio assinado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Coordenadoria de Políticas sobre Drogas (CPDrogas) com 11 comunidades terapêuticas e nove unidades de acolhimento para o tratamento de usuários de álcool, crack e outras drogas permitiu a ampliação no número de vagas. Agora são 330 vagas, distribuídas na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza.
As vagas estão distribuídas nas comunidades terapêuticas, sendo 180 para o sexo masculino, maiores de 18 anos. As outras 90 vagas estão divididas nas Unidades de Acolhimento, para mulheres, maiores de 18 anos, além de crianças e adolescentes, com idade entre 10 e 18 anos incompletos.
A Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) vai repassar, mensalmente, para as comunidades terapêuticas R$ 1 mil para cada vaga masculina, R$ 1.350,00 para mulheres e R$ 3 mil para vagas infantis.
Desde o lançamento da campanha “Crack, é possível vencer”, no dia 29 de outubro, a Prefeitura recebeu mais de 850 ligações pelo telefone 0800 032 1472.
Os encaminhamentos acontecem por meio do Centro Integrado de Referência Sobre Drogas, que funciona na Avenida Luciano Carneiro, 99, no Bairro de Fátima, e através dos seis Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), distribuídos nas Secretarias Regionais.



Comentários