No Dragão hoje

A noite de hoje será palco de um grande show. No Anfiteatro do Dragão do Mar, às 21 horas, o Projeto Duetos promoverá o encontro de dois marcantes nomes da música brasileira - Tunai e Hyldon. Um show imperdível que terá o artista cearense Paulo Façanha fazendo a apresentação de abertura. Os três prometem levar aos palcos novos arranjos e interpretações de músicas que fizeram época, mas que hoje estão adormecidos no cenário local.

Projeto Duetos
A ideia desse projeto é lançar 4 grandes shows que resgatem a história da nossa música, proporcionando momentos únicos para se conhecer e reviver a música brasileira em Fortaleza. O próximo show agendado é o de Zezé Motta com Celso Fonseca e abertura do cearense Lúcio Ricardo. Esse é o formato do Projeto Duetos: artistas de nome nacional acompanhados de nomes importantes da cena musical do Ceará.

Tunai: 29 anos de estrada
O cantor, compositor e violonista mineiro Tunai estreou em 1978 com a composição de bolero "Se Eu Disser", gravada por Fafá de Belém. Em 1979, no Rio De Janeiro, foi a vez de Elis Regina o lançar com a emblemática "As Aparências Enganam", que foi um sucesso e o encorajou a gravar seu primeiro disco em 1980 na Polygram, hoje, Universal. A esta altura, Tunai já tinha mais de trinta músicas inéditas na bagagem.

De lá pra cá, são mais de 160 músicas gravadas por grandes intérpretes da MPB, oito discos de carreira e uma coletânea dupla. Neste seu novo show, Tunai apresenta as músicas que foram sucessos nas vozes de Elis, Gal Costa (com as músicas "Eternamente" e "Olhos do Coração") e Simone ("Só de Amor" e "Olhos Negros").

A maioria das obras de Tunai é fruto da parceria com Sérgio Natureza e Milton Nascimento, com quem compôs "Certas Canções", "Mar do Nosso Amor" e "Rádio Experiência". Na sua voz, a balada "Frisson" fez jus ao nome, além de "Sintonia", "Sobrou pra Mim", "Meu Amor (My Love)". Todas foram temas de novelas.

Do seu mais recente CD, "Dança Das Cadeiras" (Independente 2004) – parceria com Claudio Rabello –, estão  canções como "Blue Minas" com Fernando Brant, "Luz das Manhãs" com Abel Silva e as inéditas "Tanto Tempo Faz" e "Manutenção" (Tunai), "Caderno de Lembranças" (Tunai/Sérgio Natureza), "Lenda Viva" e "Foi Paixão" (Tunai/Paulinho Pedra Azul), além do medley "Berimbau Assanhado" que inclui "Canto de Ossanha", "Berimbau", "Consolação" (Baden Powell/Vinicius de Morais), "Lapinha" (Baden Powell/P. C. Pinheiro) e "Upa Neguinho" (Edu Lobo/C. Guarnieri).

E promete: surpresas podem ocorrer no show, com interpretações do artista para pérolas de Tom e Vinícius, Chico Buarque, João Bosco e Aldir Blanc, Gilberto Gil e Milton Nascimento.


Hyldon: soul music na veia
Um dos grandes representantes da soul music brasileira (ao lado de Tim Maia e Cassiano), o cantor, violonista e compositor baiano Hyldon nasceu em 17 de Abril de 1951 em Salvador. Foi cedo para o Rio de Janeiro, onde fez participações especiais com a banda "Fevers".

Sua popularidade foi muito grande nos anos 70 com o lançamento de seu maior e também primeiro sucesso: a canção "Na Rua, na Chuva, na Fazenda (Casinha de Sapê)", título de seu primeiro álbum. Em 2009, lançou um álbum de músicas inéditas com participações de Carlinhos Brown, Chico Buarque, Zeca Baleiro, Roberto Frejat etc.

SERVIÇO
Data: 21 de novembro de 2013
Hora: 21h
Local: Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Ingressos: R$ 20 (inteira) / R$10 (meia)

Comentários